3 dicas de Leitura para Mamães (18 a 40 anos)

2
212

 

Você já deve ter ouvido por aí que “quando nasce um bebê, nasce uma mãe”. Essa máxima pode parecer boba, vazia ou ultrapassada para quem não está ali, sentindo na pele o que é gerar uma vida. Para as mulheres em geral (e mesmo para as que estão em processo de adoção), saber que uma pessoa vai chegar em sua vida e modificá-la completamente é uma questão e tanto.

Além de aprender a lidar com esse novo e magnífico ser humano, a mãe também vai ter de aprender a lidar com sua nova função na vida. Cuidar, criar e educar alguém é uma tarefa complicada e difícil; e quanto mais a pessoa tiver ajuda, suporte, apoio e instrução, melhor.

Quando os bebês crescem e se transformam em lindas crianças e logo mais em adolescentes, é preciso saber acompanhar cada fase e estar pronta para responder a seus questionamentos de forma natural, gentil e prática. Para que seu filho sempre saiba que você é a pessoa principal e mais indicada quando o assunto é diálogo.

Lares saudáveis e relações saudáveis só se constroem na base da boa conversa diária. E uma mãe (mãe solteira, pai que é mãe, vó que é mãe, tia que é mãe) sabe que precisará estar disposta a viver cada fase da melhor maneira possível.

Livros que “ensinam” a ser mãe: eles existem?

Não existe receita pronta para aprender a ser mãe. Se alguém ou algum livro por aí está dizendo o contrário, não acredite. A verdade é que apenas quando você se dá conta que está imersa naquele universo é que vai aprender dia a dia um pouquinho.

No entanto, fique calma: não significa que alguns livros e pessoas não ajudem. Como dissermos anteriormente, eles ajudam sim, e muito! Alguns livros são ótimos para te ajudar a construir seu conhecimento e aprender bastante! Só não fique achando que só a leitura já vale a experiência. Pelo contrário, vai haver trabalho duro do seu lado também, na rotina, em casa, na escola… enfim, na vida do seu filho!

As dicas de leitura que daremos a seguir são especiais para você e são realmente valiosas! Confira.

 

 

1. O que esperar quando você está esperando, Arlene Eisenberg

O primeiro livro para mamães entre nossas as nossas dicas é um clássico super conhecido no mundo todo e que já foi até inspiração para filme (uma comédia super engraçada, inclusive!).

“O que esperar quando você está esperando” é um grande (grande mesmo, são mais de 700 páginas) achado para quem vai ser mãe e ainda se sente um pouco perdida com essa novidade. Além de dar dicas realmente úteis, ele apresenta as fases da gestação mês a mês, o que ajuda a tranquilizar a futura mamãe diante de sensações novas que esteja sentido.

Além disso, há dicas práticas de como cuidar do bebê e como lidar com cada fase inicial da vida dele. Vale a pena conferir.

2. Domando sua ferinha,
Christopher Green

Depois que se tem filho, a gente acaba descobrindo que determinadas coisas são mais complicadas do que imaginávamos. Aquele choro ou birra fora de hora mesmo, que nos fazia revirar os olhos, acontece ali, e de repente vemos que nem sempre a culpa é da mãe ou do pai.

As crianças tem fases e a birra é uma delas. A diferença é como os pais lidam com elas, quais são suas atitudes e como elas refletem na educação da criança.

A série “Domando sua Ferinha”, do pediatra Christopher Green, traz dicas ótimas e divertidas para quem está começando a passar por essa fase com crianças mais crescidinhas. Além de levantar questionamentos importantes, o autor também traz reflexões acerca da construção de um lar com mais amor, carinho e diálogo. E claro: muita diversão também, já que a brincadeira faz parte da educação dos seus pequenos.

 A série conta com exemplares para meninos e meninas, e é uma ótima dica de livros para mães e pais que enfrentam este problema de fase!

 

3. Criando Adolescentes, Michael Carr-Greg e Erin Shale

Se seus filhos estão entrando nessa fase ainda mais complicada que é a adolescência, a dica de livro é “Criando Adolescentes”, que ajuda, entre outras coisas, a impor limites para os filhos, a se aproximar nessa fase em que eles querem tanto ficar “sozinhos” e também a negociar, no dia a dia situações diversas.
O livro também é uma ótima pedida para quem quer aprender mais sobre  comunicação diária, com seus filhos, sem gerar conflitos ou brigas. As estratégias também incluem assuntos como sexo, drogas, envolvimento emocional e doenças sérias como a depressão e transtornos alimentares.
A leitura também vai te ajudar a entender e oferecer a seu filho um ambiente mais agradável e gentil, em que ele se sinta seguro e confiante para compartilhar tudo o que sentir. Tudo isso sem que o pai e a mãe ‘percam’ sua autoridade ou as rédeas da situação.

E você? Tem mais algum título que gostaria de indicar? Conta pra gente nos comentários!

  

 

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here